Quinta-feira
01 de Outubro de 2020 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Notícias

Receba nossa newsletter

Insira seus dados nos campos abaixo.
Nome
Email

Previsão do tempo

Hoje - Brasília, DF

Máx
35ºC
Min
18ºC
Predomínio de

Sexta-feira - Brasília, DF

Máx
36ºC
Min
19ºC
Predomínio de

INSTITUCINAL: Juízes e desembargadores da 1ª Região participam de seminário sobre os Juizados Especiais nesta semana

Nesta quinta-feira, dia 13 de agosto, acontece o Seminário Digital 25 Anos dos Juizados Especiais: Diagnóstico e Perspectivas promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Durante o evento, que será realizado na plataforma Cisco Webex, com transmissão pelo canal do CNJ no YouTube, os participantes vão debater o uso da tecnologia para melhoria da prestação jurisdicional, o incentivo à conciliação, a ampliação do acesso à Justiça e outras especificidades jurídicas. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) ainda vai apresentar um diagnóstico da situação presente e da desejada para os Juizados Especiais. O estudo foi realizado pelo Grupo de Trabalho criado mediante a Portaria 126/2019 a partir de pesquisa feita no primeiro semestre pelo Departamento de Pesquisas Judiciárias do CNJ para conhecer o funcionamento e a estrutura dos juizados especiais por todo o País. O trabalho englobou a atuação dos Juizados Especiais Estaduais, Federais, Cíveis, Criminais e da Fazenda Pública. Atualmente, existem 1.494 juizados especiais autônomos no Brasil e 2.700 varas que funcionam com juizado especial adjunto, inclusive as de Juízo Único. Criados com o intuito de promover um rito processual mais célere e de facilitar o acesso à justiça, os juizados já correspondem a 35% da demanda de 1º grau, de acordo com dados do Relatório Justiça em Números. Abertura, painéis, oficinas e a participação de magistrados da 1ª Região Na abertura do seminário, às 9h, o presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, recebe o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha; o procurador-geral da República, Augusto Aras; o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz; a presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Renata Gil, e o presidente da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), Eduardo Brandão. Além desses, ainda está confirmada a participação do corregedor nacional de Justiça, Humberto Martins; do presidente da Comissão Permanente de Solução Adequada de Conflitos, conselheiro do CNJ Henrique Ávila, e da conselheira do CNJ Candice Galvão (juíza federal da 1ª Região), que coordenou o Grupo de Trabalho dos Juizados Especiais e vai apresentar o relatório final. O desembargador federal do TRF1 Ney Bello, que coordena os JEFs da 1ª Região, participa, às 14h, do painel “Apresentação do diagnóstico dos Juizados Especiais. Onde estamos e para onde devemos ir?”. A juíza federal da 1ª Região Lívia Cristina Marques Peres, em auxílio à presidência do CNJ, participa, às 16h30, da oficia sobre “Juizados Especiais Itinerantes como estratégia de acesso à Justiça e de oferta de serviços intersetoriais às populações”. Já às 17h30, a desembargadora federal do TRF1 Daniele Maranhão coordena a oficina “Como potencializar a conciliação nos Juizados Especiais”. A programação completa está aqui. Com informações do CJF. Assessoria de Comunicação Social Tribunal Regional Federal da 1ª Região 
12/08/2020 (00:00)
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.